Militar da GNR de Celorico da Beira acusado de abusar sexualmente de mulher detida no posto

Um militar da GNR foi detido, dando cumprimento a um mandado emitido pela PJ da Guarda, suspeito de ter abusado sexualmente de uma mulher que estava detida no posto de Celorico da Beira. O militar da GNR de 39 anos foi detido na segunda-feira por colegas em cumprimento de uma ordem da Polícia Judiciária (PJ) da Guarda. A queixa partiu da vítima que, no domingo, foi detida à entrada da cadeia por transportar 30 gramas de pólen de haxixe para o marido que ali cumpre pena por tráfico e roubo.

A mulher de 45 anos, residente no distrito de Viseu, passou a noite no posto da GNR de Celorico da Beira porque, segundo o director do Estabelecimento Prisional da Guarda (EP) Luís Couto, citado pelo Jornal de Notícias, “os detidos do sexo feminino não podem pernoitar na cadeia e são encaminhados para outras instalações”.

À PJ, a vítima, que foi examinada no gabinete médico-legal da Guarda, segundo o mesmo jornal, disse ter sido coagida e que não resistiu por não haver a quem pedir ajuda. O militar visado, que, continua o JN, confessou os factos, justificou o sucedido por ter sido supostamente aliciado para a relação. “No dia seguinte, a detida formalizou uma queixa-crime nas instalações da PJ por, alegadamente, ter sido vítima de abusos sexuais, praticados por um militar da GNR, no referido posto”, sublinha a GNR e a PJ em comunicado.

Na segunda-feira, a PJ da Guarda ordenou a detenção, mas cumprindo o protocolo entre polícias, foi a própria GNR que deteve o militar para ser sujeito a primeiro interrogatório judicial. Aquela força policial já instaurou procedimento disciplinar, “tendo o militar sido preventivamente transferido para outra subunidade do Comando Territorial da Guarda”. O militar, ouvido em tribunal. ficou sujeito a Termo de Identidade e Residência (TIR), mas o juiz de instrução aplicou ainda outras medidas de coação: proibição de contacto com a vítima e de exercício de funções na GNR quando desacompanhado por pelo menos um colega.