CM de Fornos de Algodres apoia financeiramente ovelhas raça Serra da Estrela

A Câmara Municipal de Fornos de Algodres vai atribuir um incentivo financeiro de seis euros por cada ovino da raça Serra da Estrela, com o objectivo de rejuvenescer o sector e de incentivar as raças autóctones. O objectivo, segundo o vice-presidente daquele município, Alexandre Lote, é premiar e preservar a prática agrícola no concelho, nomeadamente a produção de gado e, em particular, as ovelhas de raça Serra da Estrela.
“Nós sentimos essa necessidade, porque nos apercebemos que cada vez mais vão envelhecendo os produtores de gado e, portanto, é importante conseguirmos rejuvenescer o sector”, explica o autarca, sublinhando que a medida também é justificada pela aposta dos agricultores em raças em raças que não as autóctones, mas que apresentam outra rentabilidade. Lote frisa que, por isso, no regulamento há “uma diferenciação clara da ovelha Serra da Estrela”, como forma de a autarquia preservar “também aquele que é um produto icónico da região, que é o queijo Serra da Estrela”. “Considerámos que era o momento certo para apresentarmos este regulamento que tem como objectivo premiar com seis euros por cabeça de gado todas as ovelhas da raça Serra da Estrela, 2,5 euros as restantes raças e 120 euros para os bovinos”, conta.
A Câmara Municipal de Fornos de Algodres tem também a funcionar um Gabinete de Apoio ao Ovinicultor que auxilia os produtores nos licenciamentos, nos projectos e na obtenção de apoios. O gabinete “tem um foco muito grande na certificação dos produtores do queijo da Serra da Estrela” e a autarquia suporta o processo na totalidade.
A produção de queijo Serra da Estrela é “a principal actividade do sector primário” do concelho de Fornos de Algodres, onde existem mais de 3.500 ovinos. “O sector do queijo é o sector que mais marca e mais identifica o concelho de Fornos de Algodres. É importante que não só a comunidade local tenha essa percepção, mas também todos os agentes que olham para o concelho de Fornos de Algodres”, concluiu, antes de explicar que existe o projecto do município de Fornos de Algodres lançar uma plataforma ‘online’ de venda de produtos locais, incluindo o queijo Serra da Estrela certificado.