CM de Celorico da Beira transferiu totalidade dos seus seguros para mediadores do concelho

A Câmara Municipal de Celorico da Beira está a transferir todos os seguros dos quais é titular, e que se encontravam numa empresa de Vila Nova de Gaia desde o primeiro mandato de José Monteiro, para os mediadores sediados no concelho. Esta medida vai permitir que sejam injectados nas empresas do sector do município cerca de 80 mil euros por ano, referentes às apólices da autarquia e dos bombeiros voluntários.

“Estamos a efectivar o nosso compromisso e a nossa prática de compras que foi prometida aos eleitores. Não vamos comprar fora aquilo que podemos adquirir a empresas sediadas aqui no concelho, que pagam aqui impostos e criam postos de trabalho”, explica o presidente da autarquia, salientando que esta transferência praticamente não tem custos acrescidos e os que existem são marginais. “Mas mesmo que representasse um pequeno aumento de encargos, desde que não fosse exorbitante, isso seria compensado pelo dinheiro que fica nas nossas empresas e não sai para o exterior”, conta ainda Carlos Ascensão.

O processo ainda não está totalmente concluído. Algumas apólices só serão transferidas na data de vencimento, mas a medida é irreversível. “A decisão está tomada e em andamento”, salienta, lembrando que o executivo teve a preocupação de distribuir as apólices pelos vários operadores do concelho. “A vantagem para o nosso território é notória”, reforça o autarca, assegurando que esta medida política é extensível a todos os outros sectores de actividade económica. “Não vamos comprar fora o que podemos adquirir no nosso concelho, salvo os casos em que não exista capacidade de resposta interna ou a diferença de preços seja realmente significativa”, concluiu.